Centro de excelência médica em Curitiba, PR

[wpseo_breadcrumb]

Um corpo sexual (zonas erógenas)

Um corpo sexual - Psicanalise em Curitiba - Biocentro

O corpo precisa ser marcado para que funcione. Desde o nascimento um bebê já começa a ser estimulado corporalmente. Essas marcas (carinhos, beijos, toques, afagos, higiene) vão construindo uma memória, um registro a partir das sensações que o corpo experimentou. Cada parte do corpo estimulada será uma zona erógena. Não precisa se assustar com a expressão zona erógena. Uma zona erógena é uma parte do corpo que recebeu uma estimulação e ficou marcada como um local de prazer. Assim, o corpo é um conjunto de zonas erógenas e cada um tem seu mapa, sua geografia de prazer.

As zonas erógenas estão associadas a determinadas partes do corpo: olhos, boca, ouvidos, genitais, etc. Para cada zona erógena um objeto ou mais de um, vai ser eleito para provocar novamente aquele prazer que um dia teve seu início a partir das estimulações recebidas do Outro. Uma zona erógena fica como um buraco que nunca fecha e que constantemente está pedindo alguma satisfação.

A palavra satisfação não implica necessariamente em prazer. Pode ser também que um sujeito se satisfaça obtendo um desprazer. Um exemplo: um sujeito se satisfaz quando sente uma dor ou recebe uma punição. Mas a zona erógena sempre estará pedindo novas satisfações. Até vão ocorrer momentos de prazer e alguma satisfação mas depois vai pedir mais… Às vezes, alguns objetos que o sujeito escolhe para lhe trazer satisfação acabam provocando problemas para o corpo, até riscos sérios. Um exemplo disso pode ser uma droga ingerida.

Portanto, o corpo é um conjunto de zonas erógenas, zonas de prazer e é para provocar prazer destas zonas que as pessoas se movimentam . Pode-se dizer que tudo que se refere a satisfação do corpo é sexualidade. Nisso que é sexualidade pode estar incluído o alimentar-se, o ouvir, o ver, o cheirar, o sexo genital, o toque, etc.

A sexualidade é o próprio fato do sujeito estar vivo e possuir um corpo. Assim, uma obesidade só persiste porque tem um corpo que recebe uma satisfação no alimentar-se. É uma transa com o objeto levado à boca. É claro que essa é uma forma muito simplista de reduzir a questão da obesidade. Estudaremos esta questão em breve. O que quero chamar atenção é que a sexualidade é algo muito mais amplo e complexo que a redução da sexualidade à genitalidade. Ela envolve todo o corpo e as formas de obtenção de prazer/desprazer com os objetos bem como com os outros e as formas de relacionar-se com os outros e com o Outro.


Comente sobre este artigo